História da vila – por Cristina Rocha

A edição de junho da vila contará com a participação da ceramista Cristina Rocha, da Tauá Cerâmica. A Cristina foi uma das fundadoras da feira. Vamos conhecer um pouco da história da Vila contada pela própria Cristina?

“Eu diria que há mais de 15 anos, após uma viagem a Nova York, fizemos uma reunião com os artistas que participavam da loja ‘Inventários’, para ver as fotos da viagem. Entre as fotos, havia algumas de uma feira que encantou a todos: artistas nova iorquinos na rua, ceramistas com seus tornos trabalhando, joalheiros de lupas confeccionando joias, pintores com seus cavaletes… Todos atuando na rua.

 O grupo então decidiu fazer a mesma coisa em Sousas.Com a direção do Tauá Cerâmica e da loja Inventários, dez artistas fizeram a primeira edição da vila, na frente da igreja matriz. Todos os artistas trabalhavam na rua e as crianças faziam fila para as oficinas.

Igreja Sant'ana em Sousas

Aos poucos, diversos artistas foram aderindo à ideia,  o espaço da praça da matriz ficou pequeno demais e a feira então passou a ser realizada na praça Beira Rio.

 Assim, diversos artistas começaram seu trabalho e ganharam o mundo através da Vila das Artes. Para os campineiros o primeiro domingo do mês era dia de rever os amigos na praça, jogar conversa fora e almoçar em um dos restaurantes dos distritos”.

 O convite continua de pé: domingo, 02 de junho, é dia de visitar a Praça Beira Rio, conferir de perto o trabalho dedicado de nossos artistas e ainda aproveitar todos os encantos do distrito de Sousas.

Nos vemos lá!

Mai-13 (2)

Vila das Artes de junho trará workshop de modelagem em argila para crianças

convite_jurocha

A edição de junho da Vila das Artes recebe a ceramista Cristina Rocha, da Cerâmica Tauá, para uma ação especial, das 10h ás 12h.

A ceramista, que fez parte do grupo que fundou a Vila das Artes, em 1998, irá apresentar ao público o funcionamento do torno elétrico, peça utilizada para a confecção de cerâmica. Peças torneadas fazem parte da história da cerâmica desde o começo da história da humanidade.

Enquanto isso, sua filha, Jú Rocha, realiza um workshop para crianças, com modelagem de bichinhos e animais em argila. Toda ação ocorre das 10h às 12h.

O workshop de modelagem é gratuito e voltado crianças de 4 a 12 anos.

 Esperamos vocês! É neste domingo, dia 02 de junho!

Quer saber mais sobre Cristina Rocha e seu trabalho na Cerâmica Tauá?

Cristina Rocha de Souza Pinto é campineira e iniciou o aprendizado em cerâmica em 1977, criando seu próprio estúdio em 1985: Taua Ceramica e Vidro, pelo qual faz exibições no Brasil e no exterior.

Em 2001 participou do workshop IWCAT na cidade de Tokoname, no Japão, onde aproveitou a estadia para estudar Raku.

No Brasil, participou de diversas edições do Campinas Decor, além do Salão Nacional de Cerâmica da Secretaria do Estado do Paraná, e ações específicas em Socorro e Indaiatuba.

A Artista se especializou em Arteterapia na Unicamp em 2010 e fundou o Espaço Arterapêutico Taua, que traz diversos worshops, vivências e palestras. O projeto vem difundindo a cerâmica e o artesanato como uma opção terapêutica que pode auxiliar no tratamento e prevenção de doenças.

 

Vale a pena conhecê-la, não? Então, te esperamos no domingo!

Fim de semana com Virada Cultural em Campinas

viradacultural

A 7ª Virada Cultural Paulista acontece nos dias 25 e 26 de maio em Campinas e região.

Todas as atrações são gratuitas e acontecem em diversos locais da cidade como: Teatro Castro Mendes, Estação Cultura, Praça Rui Barbosa (Praça da Catedral) e Largo do Rosário.

Entre os destaques da programação está o concerto da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (OSESP) às 11h do domingo, no Teatro Castro Mendes e o show do rapper Emicida, às 18h30 na Estação Cultura.

Para mais informações sobre a programação clique aqui e divirta-se!

 

Pintora Bianca de Carvalho realiza vernissage nesta quinta, dia 23/05, em Campinas

vernissage

No dia 23 de maio, das 16h30 às 19h30, o espaço Aroma Luz Campinas recebe a vernissage da pintora Bianca de Carvalho. São 15 obras expostas, em óleo sobre tela, que também estarão à venda, com o tema “A natureza no seu Devir”.

De acordo com a pintora, as obras retratam a alma da natureza em permuta com a alma humana. Sua inspirações residem em Goethe, que afirmou que “O princípio vital da natureza é, ao mesmo tempo, o da própria alma humana, ambas tendo a mesma igualdade de direitos, mas procedentes da unidade do ser, que , na diversidade de suas configurações, desenvolve a igualdade do princípio criador…”.

Bianca de Carvalho também fez poesias de algumas obras e promoverá em dois momentos um breve discurso do devir de cada obra.

Serviço

“A natureza no seu Devir” – Vernissage de Bianca de Carvalho

Dia 23/05 das 16h30 às 19h30

AromaLuz Campinas

Rua Frei Antonio de Padua, 1254, Guanabara.

Tel.: 32426844.

Promoção Atelier Tania Bianchini no Facebook, participe! Só até amanhã!

tania

O Atelier Tania Bianchini está com uma super promoção no facebook. Até sexta-feira, dia 17/05,  dê um palpite sobre a foto e concorra ao produto final.

Basta “curtir” a página do Atelier Tania Bianchini  e comentar no link da foto (aqui).  No que será que esse material todo vai se transformar?

Todos os palpites corretos irão concorrer ao produto.

Não perca tempo e participe agora mesmo!

 

Sousas Futebol Clube – Você conhece a história desse time centenário?

sousasfc

Mais do que um time de futebol, um local histórico. O Sousas Futebol Clube faz parte da história do distrito de Sousas e, como nós da Vila das Artes, adoramos destacar as curiosidades do distrito, resolvemos hoje lembrar um pouquinho dessa história…

Em meados de 1910 jovens Sousenses brincavam de chutar uma bola de couro ou pano através das balizas para marcar “Gols“. As balizas (traves) ficavam em cantos opostos do terreno, proporcionando correria de um canto para o outro e levantando poeirão e entretenimento para as crianças e jovens daquele local.

O jogo era praticado em terrenos baldios nas proximidades do Rio Atibaia, que era o único local onde os garotos poderiam jogar sem atrapalhar. Tudo era improvisado e diversos animais transitavam pelo local, coisa que interrompia por diversas vezes a brincadeira.

Estádio Municipal José Iório – um novo rumo!

Eis que em 1917, José Iório, um dos nove filhos do ilustre morador Antônio Iório, decidiu doar um terreno para que os garotos tivessem aonde se divertir. O local ficava do lado esquerdo do córrego dos Pires (ao lado do atual Centro de Saúde de Sousas) e fazia parte das imediações do Hospital Psiquiátrico “Dr. Cândido Ferreira”.

A construção do Campo de Futebol foi realizada pelos esportistas em seu tempo livre. O trabalho durou longos meses e, ao final da construção, nasceu o ARRAIAL FUTEBOL CLUBE , em 20 de abril de 1.918, local que passaria a se chamar “Estádio Municipal José Iório”, sede do time do “Sousas Futebol Clube”.

Curiosidades

  • As primeiras casas do bairro surgiram quase 40 anos após a existência do campo de futebol.
  • Os fundadores da agremiação foram  Oscar Corrêa da Silva, Francisco Gambetta , Raimundo de Sousa Carlos Alberto Leal de Magalhães , Líli Martinelli e Lavínio Teixeira.
  • As cores do uniforme da equipe são o Vermelho, o Preto e o Branco (continuam até hoje ).
  • Equipes como Ponte Preta, Guarani, Mogiana, Gazeta, São João, Guanabara, Vila Industrial e Bonfim, vinham enfrentar o Leão do Ramal Férreo, denominação dada pela população em virtude de enfrentar com coragem as equipes de renome no meio esportivo da época onde dificilmente era derrotado.
  • O futebol chegou ao Brasil no século XIX (1894). Charles Muller trouxe da Inglaterra 02 bolas de couro e diversos materiais esportivos para a prática do soccer (Futebol), esporte inventado pelos ingleses, jogado com uma bola de couro (Capotão) e duas equipes com 11 jogadores cada.

 

Ficou curioso para saber mais? Visite o site do clube:

http://www.sousasfc.com.br/

Participe!

Você tem histórias interessantes do distrito de Sousas para contar?

Tem alguma curiosidade?

Escreva-nos e mande sua sugestão: viladasartes@a2n.com.br