Vila das Artes promove mais um workshop de mandala!

Apesar do tempo incerto, a oficina de mandalas realizada por Dito Pereira, no dia 05/07 na feira Vila das Artes teve uma boa procura por parte do público. A maioria dos interessados foram crianças entre 7 e 10 anos, mas ainda assim, adultos também se empolgaram com a ideia de voltar para casa com uma mandala exclusiva. O material oferecido pela organização do evento, foi mais do que suficiente, pois inclusive sobraram linhas e varetas.

Devido ao sucesso da última edição foi dada uma nova oportunidade para quem não pôde estar presente na última feira, por isso, neste domingo (02/08) haverá um novo workshop de mandalas das 09h às 14h. Venha aprender essa linda técnica artesanal dos nativos mexicanos e tenha em mãos um amuleto sagrado, chamado de “Olho de Deus”.

11751413_973235466031752_7601973415023400973_n

11781700_10206667377426157_6993518642208395805_n
(Fotos das mandalas de Dito Pereira. Crédito: Lúcia Cardoso)

Sobre o olho de Deus

O olho de Deus, originalmente chamado de “ojo de Dios” é original do México e advém de uma cultura das tribos Huichol, mas com o passar dos anos se expandiu pelos Estados Unidos e outras regiões da América Latina. Geralmente o olho de Deus é utilizado em cerimônias espirituais, como um amuleto para atrair boas vibrações ou como item decorativo. Podem ser colocados em paredes, entradas de casa, varandas e sacadas e carros para proteção. O Olho de Deus original é feito com duas varetas cruzadas, em que cada ponto simboliza um elemento da natureza: água, terra, fogo e ar. A tribo Huichol acreditava que a elaboração desse objeto era uma maneira de entrar em contato com o mundo espiritual e se comunicar com os deuses, bem como oferecer proteção para as futuras gerações.

Serviço

Workshop de Mandala
Local: Praça Beira Rio – Sousas – Campinas
Data: 02 de Agosto
Horário: das 09h às 14h
Participação gratuita
*O material será fornecido pela feira.

Compareça ao Workshop de Mandala no dia 02 de agosto!

Edição de agosto traz jazz, blues e bossa nova para alegrar o domingo

No domingo do dia 2 de agosto a praça Beira Rio estará tomada por arte em todos os lados! As barracas dos nossos artistas e artesãos estarão funcionando a todo vapor para recebê-los, além disso, música de qualidade e comida não vão faltar para quem quiser começar bem o dia.

mauricio-moraes-30-09-14

A música ficará por conta do nosso colega expositor Maurício Moraes que é músico há mais de 35 anos. Maurício se apresenta junto da banda JBB Trio que possui um repertório instrumental rico que permeia o Jazz, Blues e Bossa Nova. Músicas de grandes nomes da música brasileira como Ana Carolina e Cazuza, bem como de artistas de renome internacional como Beatles e Phil Colins integram o setlist. A banda é formada pelo Maurício e Fábio, que ficam na guitarra e pela baterista Jacqueline.

O envolvimento de Maurício com a arte começou há pouco mais de 10 anos quando decidiu se dedicar também, além da música, à pintura em pedras. O seu trabalho delicado na pintura em pedras é realizado com muita dedicação e busca proporcionar itens diferenciados para decoração de jardins e outros ambientes. O desenho de suas pinturas podem trazer animais, casas, rostos caricatos e outras imagens super realistas através da utilização de tinta acrílica.

Para conferir o trabalho de Maurício, acompanhe seu blog: http://pedrabrasilmmoraes.blogspot.com.br/p/pedras.html

Perfil: Flávio Baldan – FBAG Marchetaria

Dando continuidade aos mini perfis, este mês segue o perfil do nosso amigo Flávio Baldan que acaba de assumir a coordenação da Vila das Artes. Acompanhe um pouco da rotina de Flávio e do seu trabalho.

11219598_832358540192036_4856543281688370442_nFlávio Baldan é artista plástico desde 2009, quando tomou uma decisão importante na sua vida: se dedicar exclusivamente à arte. O seu estresse no antigo trabalho em Logística o levou a optar pela carreira artística com a ajuda de seu mentor Carlos Mazzei que lhe ensinou a aprimorar o trabalho em madeira. O aprendizado deu origem à marca FBAG Marchetaria, na qual Flávio desenvolve suas criações utilizando as técnicas de Marchetaria Geométrica e Marchetaria de Boulle, em que utiliza recorte para revestimento de móveis, lambris, caixas, paineis internos, mesas e cadeiras.

Flávio se dedica atualmente completamente a esse trabalho, mas nem por isso deixa de lado sua família por quem se dedica em tempo integral. Com o ateliê inserido em sua própria casa ele organiza seus horários e consegue dividir a atenção entre o seu trabalho e a sua filha e esposa com quem vive.

Baldan expõe na Vila das Artes todo primeiro domingo do mês, mas também na Feira dos Pequeninos que acontece três vezes ao ano e Bazar das Amigas, que acontece duas vezes ao ano. Além desses canais, ele se utiliza das vendas pela internet para fazer seu trabalho chegar às pessoas e ganhar visibilidade. Flávio tem o objetivo de proporcionar às pessoas um objeto inusitado e único, uma vez que se empenha em criar itens personalizados e diferentes.

O artista acredita que o artista de uma maneira geral ainda é desvalorizado e sofre muito preconceito no Brasil: “Ser artista no Brasil é uma eterna guerra contra o preconceito e o desconhecimento, principalmente neste segmento que trabalho, pois são poucas pessoas que conhecem e valorizam. Felizmente existem algumas pessoas que se identificam com meu trabalho e, às vezes, me visitam nas feiras que faço”, conta.

Para conhecer mais do trabalho de Flávio ou fazer encomendas, entre em contato pelos canais:

flaviobalonso@gmail.com
Telefone: (19) 9.9811-0690
Facebook:
http://www.facebook.com/alonsobflavio
Endereço do ateliê: Rua Maria da Encarnação Duarte, 590 – Chácara da Barra – Campinas – SP (apenas com hora marcada)

Confira algumas fotos do seu trabalho abaixo:

10376826_982890098402589_4141149082358710367_n

10401992_962282433796689_2756197021688257575_n

11034059_952942724730660_557127833879381290_n

11049536_1012698878755044_2957001850263416455_n

11215173_1012698918755040_4812963371394739950_n

11391190_1002643163093949_2805326939532326104_n

Dica da Vila: Show de música beneficente em prol das vítimas do terremoto do Nepal

Não é novidade que a Vila das Artes apoia causas sociais. É por isso que a dica da Vila deste mês tem cunho humanitário e um motivo muito nobre. Esta semana, no dia 9 de julho, vários músicos se reúnem em Campinas com o objetivo de arrecadar renda para as vítimas do terremoto que assolou o Nepal recentemente. O evento acontece na quinta-feira, no feriado, às 19h no Teatro Castro Mendes com ingressos com valores que variam de R$ 15 a R$ 30.

Entre os artistas que toparam participar dessa experiência e se mobilizaram por essa bela causa estão Jorginho Araújo, Guigo Amaral, Maira Mangustin, Fernando Curti, Vilma Maris, Pedrinho Buffulim, Back on the Road, Marcelo Tchelão, Juninho Reis, Denise Gouveia e Trio Yucatan. O idealizador do projeto é o músico Jorjinho Araújo que também se apresenta na referida data.

O objetivo é amenizar o sofrimento do povo asiático que, em abril, foi vítima de um terremoto que dizimou oito mil pessoas, dentre adultos e crianças. Os sobreviventes até agora estão em situação precária buscando se reerguer e reconstruir os destroços. Toda a renda obtida com a venda de ingressos será encaminhada, via Embaixada do Nepal, à Cruz Vermelha do país.

A Vila apoia esta iniciativa e outras que combinem arte e causas sociais. Que tal fazer o bem nesse feriado?

Serviço

Local: teatro Castro Mendes. Praça Correa de Lemos, s/nº, Vila Industrial – Campinas.
Telefone: (19) 3272-9359
Data: 9 de julho
Horário: a partir das 19h
Ingresso: R$ 25 (antecipado), R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia)
Vendas: bilheteria do Castro Mendes, na Casa Dell’Arte (Rua Frei Antônio de Pádua, 1.051, Guanabara) e com Jorginho Araújo (pelo telefone (19) 99448-2933)