Artigo: Reflexões para o final do ano

Em tempos de crise, não somente financeira, como os desastres que aconteceram em Mariana (MG) e que desabrigaram dezenas de pessoas, os projetos de lei retrógrados e discriminatórios de Eduardo Cunha, os ataques terroristas na França que mataram inocentes, o revide dos Estados Unidos e França com mísseis sobre a Síria e Iraque que também minaram milhares de pessoas. O que dizer desse cenário assustador? Estamos no final do ano, em que momentos como Natal e o Reveillon são celebrados, mas o que há, de fato para ser celebrado, em meio a tanto caos, destruição e violência?

Händchen halten

Devemos aproveitar esse momento de transição para um novo ano e refletir sobre o que está faltando e como podemos mudar isso. Qual o nosso papel como cidadão? Será mesmo que propagar mais ódio e violência é a melhor resposta? Como reaproximar as pessoas e estimular o respeito mútuo? Em tempos de crise, as pessoas deveriam se unir em prol de uma causa comum: o amor.

Independente de cor, raça, religião, orientação sexual, idade, gênero, ideologias políticas cada um deveria poder estender a mão a quem necessita, pois todos enfrentam momentos de crise diárias e pessoais – uns mais e outros menos – e poder ver que não se está sozinho torna a caminhada pela jornada da vida menos exaustiva. Se todos pudéssemos lutar juntos (sem nos anular como pessoas, sem exclusão e discriminação) por direitos como mais liberdade e igualdade para todos, com certeza o mundo seria bem melhor.

Celebre esse final de ano com sua família, amigos e entes queridos, claro, porque isso é importante, mas não se feche em uma cúpula de vidro, não rejeite ou feche os olhos para as pessoas que não são do seu círculo e que você desconhece, porque absolutamente t-o-d-a-s as pessoas merecem respeito. Seja tolerante com o outro e ele definitivamente será com você também. Propague energias e pensamentos positivos para que o ano de 2016 seja diferente e queira realmente com intensidade que isso aconteça, se todos pensarem assim podemos, de fato, fazer uma transição/evolução para um novo ano e não apenas mais ‘uma’ passagem de um calendário para outro.

Reflita.

Boas festas!

Ps: Venha nos visitar na Vila das Artes no dias 06, 13 e 20 de dezembro. Estaremos te esperando com várias opções de presentes e calor humano! (:

Vila das Artes divulga programação para o mês de dezembro

Vila das Artes divulga programação para o mês de dezembro

As festas de final de ano se aproximam e, com elas, a Vila das Artes já entra no clima natalino e divulga sua programação para o mês de dezembro. Como é de praxe, no último mês do ano, a Vila das Artes acontece em todos os domingos do mês! Portanto este ano a realização da feira está programada para acontecer no dias: 06, 13 e 20 de dezembro na Praça Beira Rio, em Sousas das 09h às 14h, exceto no dia 13 de dezembro que acontece das 11h às 17h.

Natal vela.

Programação musical

No dia 06 de dezembro a programação musical fica por conta de João Libório. Libório, além de nosso artista e expositor na Vila das Artes também é músico violinista e canta e toca pelas noites em bares e restaurantes pela região de Americana, Santa Bárbara e Campinas. Na próxima edição da Vila das Artes, ele, mais uma vez, nos prestigia com sua boa música que passam por influências de MPB, samba, bossa nova e jovem guarda. Músicos conceituados como Toquinho, Vinícius de Mores, Chico Buarque, Tom Jobim, Alceu Valença, Beto Guedes e outros permeiam suas inspirações.

No dia 13 de dezembro haverá a apresentação da Orquestra de Violeiros de Valinhos em parceria com a Adegas. A Orquestra atualmente é composta de 32 integrantes, sendo 28 violas caipira, 1 contra-baixo, 1 berrante, 1 flauta além do Regente que também se apresenta com a viola caipira. Tem o objetivo de divulgar a música sertaneja, a música de raíz, a música do homem do campo.

No dia 20 de dezembro a Vila das Artes fecha com chave de ouro com a presença da dupla Wagner e Faty. A dupla perpassa por gêneros musicais da MPB desde as influências mais clássicas da bossa nova, samba e músicas regionais, como também uma veia pop rock e referências do forró, baião e outros. O ecletismo e a versatilidade das canções é o que mais se destaca na dupla que entoa músicas de Vinícius de Moraes, Toquinho, Chico Buarque, Tom Jobim e referências mais contemporâneas como Cássia Eller, Zélia Duncan, Zeca Baleiro, dentre outros.

Natal na Praça

Nos dias 11, 12 e 13 de dezembro ocorre o “Natal na Praça” organizado pelo Adegas Sousas e Joaquim Egídio. A Vila das Artes participa da programação de Natal do Adegas no dia 13 de dezembro com seus expositores fixos. Na referida data haverá a apresentação da Orquestra de Violeiros de Valinhos a partir das 15h. O evento todo acontece das 11h às 17h.

Dica da Vila: Atividades exaltam o mês da Consciência Negra em Campinas

O mês da Consciência Negra veio para ser lembrado e, por isso que a Comunidade Jongo Dito Ribeiro, responsável pela Casa de Cultura Fazenda Roseira apresenta, em Campinas o “VII Sou África em todos os Sentidos”. Esse evento é realizado todos os anos com o objetivo de exaltar a cultura afro-brasileira com diversas intervenções políticas, artísticas e culturais nas dependências da Fazenda e em outros locais de Campinas e região. O evento começou dia 07/11 e vai até 19 de dezembro. A entrada é gratuita.

sou-africa-em-todos-os-sent_1

O intuito é unir as pessoas em atividades como oficinas, bem como oferecer rodas de debates, exposição de filmes, organizar passeatas e feiras, oferecer almoço tradicional, trazer música, roda de jongo e muitas outras atividades. Dentre as atividades organizadas vale destacar a organização da primeira marcha apenas de mulheres negras que será realizada nesta sexta-feira (13/11) programada das 14h às 16h.

No dia da Consciência Negra (20/11) haverá concentração na Estação Cultura, marcha Zumbi nas ruas do centro de Campinas, roda de jongo e realização do conhecido prêmio Zumbi dos Palmares.

Confira o restante da programação aqui!

Serviço:

VII Sou África em Todos os Sentidos”
Local: Casa de Cultura Fazenda Roseira. Av. John Boyd Dunlop, s/n, em frente a PUC II, dentro do loteamento – Campinas. (19) 3227-5633
Data: entre 7 de novembro e 19 de dezembro
Entrada: gratuita

Perfil: Norma Baptistella – Fuxicos, crochês e bordados

O mini-perfil deste mês é para Norma Baptistella, que recentemente assumiu à Comissão Organizadora da Vila e é expositora fixa. Norma é professora e se dedica especialmente à criação de fuxicos, crochês e bordados. Sua experiência com o artesanato vêm de muito tempo, desde que era pequena e aprendeu as artimanhas desta arte na escola e com sua mãe e avós que passaram os conhecimentos de geração em geração.

Começou a atuar realmente na área em 2003 quando criou uma cooperativa e passou a lecionar crochê como voluntária. Até hoje a cooperativa existe e está à todo vapor, local em que dá aulas para crianças e adultos que se interessam em aprender artesanato seja para trabalhar ou como passatempo, terapia. A cooperativa fica situada na Vila Brandina. Norma trabalha em casa e organiza seus horários conforme às demandas do dia, a divulgação do seu trabalho é feita através do facebook, feiras e o tradicional boca a boca.

Para dúvidas ou encomendas entre em contato através do e-mail: norma.batistella@gmail.com

Abaixo fotos do seu trabalho, acompanhe!

11292662_10202927711592469_393887360_n

11541287_10202927742033230_1135714134_n

1473887_10202927741513217_2079005914_n

11421484_10202927720072681_189239425_n

11637924_10202927719232660_1868131524_n