Workshop de barangandam e flor de origami para o Dia das Mães!

A próxima feira Vila das Artes ocorre dia 1 de maio e, no próximo domingo já é Dia das Mães. Que tal comemorar essa data tão especial com um workshop voltado para crianças? De quebra você pode presentear sua mãe com uma flor de origami, que tal?

100_7777
Foto: reprodução

Serão realizadas duas oficinas, ambas coordenadas pela professora Lígia Silveira: um de barangandam e outro de cartão de flor de origami. O barangandam é um brinquedo feito com papel crepom, jornal e barbante. A criança segura o brinquedo por um barbante com uma base de jornal que prendem algumas fitas de crepom. Assim, a criança pode brincar, girar, jogar para o alto e se divertir com esse brinquedo criativo e simples. Veja como faz clicando aqui!

Já o cartão é feito à base de papel e utiliza técnicas do origami e ao entrar em contato com a água ela se abre. A criança pode desenhar ou escrever um recado no centro. Veja como faz aqui!

Silvia adquiriu esse conhecimento em um grupo de recreação infantil e já há algum tempo realiza oficinas e atividades de recreação infantil para promover a interatividade, criatividade, coordenação motora, trabalho com as cores e concentração. O workshop acontecerá das 09h às 14h. Não precisa levar material, pois será cedido pela coordenação da feira.

Gostou? Nos vemos dia 1 de maio na feira =)

Anúncios

Música com profundidade com João Lejambre na Vila

Você sabe o que significa música com profundidade? Trata-se das músicas que se aprofundam em pilares regionais e significativos, bem como em elementos da natureza. João Lejambre se apoia em referências como os músicos Athaualpa Yupanqui, Geraldo Vandré, Bod Dylan e Renato Teixeira.

1814

Autodidata, além de compor suas próprias músicas desde pequeno também passou a fabricar seus próprios instrumentos musicais transformando-se em luthier (termo usado para o profissional especializado na construção e no reparo de instrumentos de corda com caixa de ressonância como guitarra, volino etc). Apenas para citar alguns que criou:

– Banjola (criada com um tacho de fritura, tem 12 cordas, afinada em Lá bemol)

– Rabecão Caipira (criado com uma enxada, tem 3 cordas afinada em sol maior, toca-se com arco, plectro ou dedilhado).

Com esses instrumentos além de tentar se aproximar de sons rústicos de forma mais intuitiva, ele também levanta a bandeira de sustentabilidade, preservação do planeta e combate ao desperdício através da reciclagem. João defende causas indígenas, a latinidade, brasilidade e se pauta por questões humanitárias.

Lejambre e toda sua energia estarão presentes na próxima feira, dia 1 de maio. Venha conferir esse músico incrível e seus instrumentos peculiares. Te esperamos!

Acompanhe um vídeo com algumas apresentações de Lejambre aqui!

Mini-perfil: Cor in Vitro – Alexandre e Laís

Neste mês de abril, o perfil vai para a Cor in Vitro e seus lindos produtos de decoração, utilitários bem como acessórios como colares e aneis. Quem está à frente da marca é o Alexandre de Souza, engenheiro ambiental com pós-graduação em Segurança do Trabalho e Laís, com mestrado em Tecnologia na área ambiental.

Laís e Alexandre

Eles se uniram para desenvolver a marca em 2011. A técnica de fusão de vidro foi aprendida por Laís em 2009 em um projeto patrocinado pelo Instituto Votorantim. Em 2010, conheceu Alexandre e no ano seguinte iniciaram a parceria e começaram a confeccionar novas peças de vidro, bem como peças de madeira e outros materiais. A técnica de fusão de vidro foi aperfeiçoada em um curso com uma artesã de São Paulo. Já as técnicas de outros materiais foram aprendidas de forma independente, com base em muito teste.

Ambos possuem outras profissões além do artesanato, Alexandre é responsável técnico e supervisor de uma empresa de galvanoplastia, já Laís possui bolsa de doutorado e atua como auxiliar docente na Unicamp e também é responsável técnica de uma empresa de fotocorrosão. Eles encontraram no Cor in Vitro, uma forma de desanuviar o estresse diário e se dedicar a arte criando peças criativas e originais.

Os produtos de vidro são confeccionados por meio da técnica de fusing e slumping glass, fusão e queda do vidro. Traduzindo, inicialmente eles fabricam os moldes em fibra cerâmica, cortam os vidros, pintam e por fim, fazem a queima. Os demais produtos, são feitos a partir de técnicas básicas de marcenaria.

Ateliê Cor in Vitro

Eles contam que ter uma atividade artesanal é extremamente prazerosa e que são constantemente elogiados pelos seus clientes, mas que, infelizmente o retorno financeiro não é o suficiente para manter o trabalho como atividade exclusiva hoje em dia.

Além de participarem da Vila das Artes, eles expõem na Feira de Artesanato do Cambuí em Campinas. Para conhecer mais do seu trabalho, entre em contato pelos dados abaixo, visite o ateliê ou frequente nossa feira!

Ateliê Cor in Vitro: Rua Farmacêutico Jacob Fanelli, 373 – Vila São João – CEP 13480-720 – Limeira – SP
Loja Virtual : http://www.elo7.com.br/corinvitro
Facebook : https://www.facebook.com/ateliecorinvitro
E-mail: corinvitro@gmail.com
Telefones: (19) 99706-0968 e (19) 99697-0554

Veja mais fotos do trabalho da Cor in Vitro abaixo!

anel de vidro

colares de vidro

colares e anéis

espelhos

Mesa de pallet

peças com janelas

peças de vidro 2

petisqueira com garrafa de vidro

pingentes de vidro

Porta - Chave

quadros decorativos 3

quadro com garrafa de vidro e relógio

relógio com garrafa de vidro

Vila no Portal Novidade

A feira aconteceu este domingo, gostaram? Aguarde nossa próxima edição para mais novidades! Nessa matéria publicada pelo Portal Novidade estão alguns dos produtos e novidades que podem ser encontrados na Vila das Artes, em todas as edições. Confira a matéria na íntegra: http://www2.portalnovidade.com.br/feira-vila-das-artes-em-campinas-oferece-produtos-variados/

Portal Novidade