Fotos da feira de setembro! Confira :)

A feira de ontem da Vila das Artes foi só alegria! Confira o agito que foi! Se programe para não perder a próxima que acontece no primeiro domingo de outubro 🙂

Anúncios

Mini-perfil: Eriksen Koji Miyasaki da Trighum – La boulangerie Artisanale

Nada melhor do que descobrir às pessoas por trás das marcas, né? Agora é a vez do nosso novo expositor Eriksen Koji Miyasaki! Ele está à frente da Trighum, em que trabalha com panificação desde 2016 quando despertou interesse e paixão pelo processo. Realizou o curso de Engenharia de Alimentos quando teve o primeiro contato com o processo, depois realizou cursos livres na área até se tornar mestre padeiro.

Além de padeiro, é professor da rede municipal de Campinas e se divide entre ensinar e criar, duas técnicas que domina. Trabalha como professor de educação profissional da área de panificação e confeitaria na escola CEPROCAMP e também realiza consultorias relacionadas.

Quando perguntado sobre os processos de panificação, Eriksen conta como é a rotina de preparo dos pães: “Os dias de produção de pães se iniciam sempre dois a três dias antes do assamento final. Como trabalho com fermento natural, que é aquele que temos que alimentar diariamente, torna-se necessário iniciar o mise-en-place antecipadamente. Alguns dias antes alimento o fermento natural para que ele possa ganhar força e volume ao ser utilizado na homogeneização da massa. Essa massa deverá fermentar por 6 até 40 horas, dependendo da receita, antes de levar para assar. Produzimos pães três vezes na semana e fazemos entrega por delivery ou nas feiras, em que exponho os alimentos”.

O expositor conta que viver como artesão é um trabalho desafiador, mas é uma das poucas maneiras de expressar a identidade de forma palpável, tangível: “Aqueles que gostam do que fazem expressam paixão. Como é algo genuíno e verdadeiro, as pessoas sentem essa sinceridade e isso gera aceitação. Com isso, cria-se uma clientela fixa que transcende o comercial e passa a ser valorizado o valor real do produto. Penso em gerar valor no produto, não preço. Ao dizer que o produto foi feito para garantir melhor digestibilidade (usando a técnica da fermentação natural), ingredientes de ótima qualidade, utilizando produtos orgânicos em sua maioria, etc., você gera valor. Muitas vezes a pessoa paga por esse valor, que obviamente está contido a qualidade”, relata.

Para preparo desses pães, Eriksen utiliza técnicas variadas, ora a italiana, ora francesa, ora criações únicas… As técnicas são muitas e as possibilidades infinitas, mas o que prezam no final é a qualidade do produto e criação de pães artesanais rústicos e deliciosos.

Para conhecer mais do trabalho ou fazer sua encomenda, entre na página: https://www.facebook.com/trighumlaboulangerieartisanale/

Oficina de Abelhas Nativas na Vila das Artes

5

Estima-se que no mundo existam mais de 20 mil espécies de abelhas. Você sabia que o Brasil é o país com maior diversidade de abelhas nativas do planeta? Sabe-se que existem 300 espécies de abelhas sem ferrão e mais de 3 mil abelhas do tipo solitárias.

Só no Estado de São Paulo foram listadas 729 espécies e no Rio Grande do Sul mais de 500 espécies são conhecidas. Segundo levantamentos feitos em diferentes regiões do Brasil, até hoje temos mais de 2 mil espécies de abelhas catalogadas.

As abelhas possuem uma diversidade de formas, tamanhos e cores como aquelas de tons verdes, azuis e roxos metálicos que trazem mais vida ao ambiente. Elas estão nos jardins, nas praças, nas matas e nas grandes florestas e são as maiores responsáveis pelo serviço de polinização da flora.

3

Saber quem são, onde vivem, do que se alimentam e como se comportam na natureza, ajuda na preservação e perpetuação destas espécies. Pensando nisso, a próxima feira da Vila das Artes, que acontece no dia 03 de setembro trará uma Oficina de Abelhas Nativas.

A oficina será ministrada por Adriana Tiba, ceramista e criadora livre de abelhas e Julio Pupim, agricultor e meliponicultor. A ideia é oferecer uma introdução ao conhecimento sobre as abelhas e ensinar como construir ninhos, utilizando materiais naturais e fáceis de serem coletados. Com isso, as pessoas podem se tornar criadores de abelhas nativas nos próprios quintais e perpetuar a espécie de forma consciente. Todas as oficinas são gratuitas, mas exigem inscrição prévia.

Para realizar a inscrição, favor, encaminhar os dados abaixo, até 01/09/17, para o e-mail al.viladasartes@gmail.com

Nome completo

Cidade

Telefone (whatsapp)

E-mail

Para quem tiver interesse, haverá a comercialização de kits ecológicos, que inclui um ninho em pedaço de madeira e saquinhos de sementes de flores nativas. O dinheiro obtido com as vendas será revertido para eventos futuro com o mesmo objetivo.

7641

Confira programação da oficina abaixo!

Programação

Parte 1:

Introdução às Abelhas Sem Ferrão

Construção de ninhos em Bambu gigante, com atrativo

Parte 2:

Introdução às Abelhas Solitárias

Construção de ninhos em cerâmica e bambuzinho

Parte 3:

Construção de ninhos em bambu

Horário: 10h às 12h50

Vagas: 20 pessoas

Investimento: gratuito

Que tal uma passadinha?

Que tal uma passadinha na nossa feira linda de setembro? Haverá música ao vivo com João Libório, oficina de abelhas nativas com Adriana Tiba e Julio Pupim, incontáveis produtos de arte e artesanato e comidinhas saborosas para aquecer o estômago e o coração. Vai perder? Leve toda a família =)

convite_setembro-2017

Fotos da última feira!

Curioso para saber como foi a feira de ontem? O dia ensolarado foi propício para reunir familiares, amigos, crianças e até cachorros que se sentiram em casa na feira. Teve Ciranda de Ervas, música em profundidade com João Lejambre e comidinhas gostosas. Confira abaixo!

Alguns portais divulgaram nossa feira também! (clique em cima da imagem para ver matéria completa)

Captura de tela de 2017-08-07 09:07:33Captura de tela de 2017-08-07 09:07:21Captura de tela de 2017-08-07 09:07:13

Cirandas das Ervas promove conhecimento sobre plantas medicinais no dia 06/08

A próxima feira da Vila das Artes acontece no dia 06 de agosto, primeiro domingo do mês. Na ocasião a feira trará uma vivência e troca de saberes sobre uso das plantas medicinais e aromáticas, conhecido como Ciranda das Ervas. A ciranda terá início às 10h!

principais-plantas-medicinais

A ciranda será focalizada pela médica Eloísa Pimentel de Magalhães. A vivência consiste em uma roda em que as pessoas relatam suas experiências de uso das plantas, seja na forma de chá ou outros usos, geralmente passadas de geração em geração por seus familiares.

Eloísa trará mais informações sobre as plantas, sobre o seu uso correto e falará também sobre os benefícios dos óleos essenciais, bem como o cultivo e cuidados com o meio ambiente. Cada participante poderá trazer algumas plantas (mudas ou parte de plantas) que conhecem para contar suas experiências.

Eloísa C. P. de Magalhães é médica formada em Fitoterapia, Homeopatia, Medicina Antroposófica e Aromaterapia e pós-graduada em Homeopatia na Bélgica. Realiza educação em Saúde com plantas medicinais, é idealizadora e facilitadora da “Ciranda das ervas” e atualmente se dedica também à produção de óleos essenciais, com a empresa Bem te faz – café e óleos essenciais, com café e plantas cultivadas naturalmente no sítio São Pedro em Serra Negra-SP.

Contato: clínica CHAI 19 3234-0357 ou Bem te faz 19 4141-0051 – bemtefaz@gmail.com